União Europeia assina tratado para promover blockchains

22 países assinaram a Declaração de Implementação de uma Parceria para uma Blockchain Europeia.

Focada em afirmar o papel da Europa como líder mundial em desenvolvimento e lançamento de tecnologia ligadas às blockchains, a parceria internacional promete ser “um veículo para cooperação entre os Estados Membros, para troca de experiência,expertise em campos técnicos e regulatórios no intuito de preparar um lançamento de aplicações de blockchains entre o Mercado Digital, para benefício dos setores públicos e privados”.

Mariya Gabriel, Comissária de Economia e Sociedade Digital, não só apreciou a Parceria, mas também fez um pronunciamento extremamente otimista:

“No futuro, todos os serviços públicos usarão blockchains. Esta é uma grande oportunidade para a Europa e seus Estados Membros para repensar seus sistemas de informação, para promover a confiança do usuário e a proteção de informações pessoais, para ajudar a criar oportunidades de negócios e estabelecer novas áreas de liderança, beneficiando cidadãos, serviços públicos e empresas. A Parceria lançada hoje permite que Estados Membros trabalhem em conjunto com a Comissão Europeia para transformar um enorme potencial da tecnologia em melhores serviços para os cidadãos.”

Desde o seu lançamento, a Comissão Europeia já injetou 80 milhões de euros em projetos que envolvem blockchains e suportam avanços tecnológicos e sociais. A comissão planeja gastar outros 300 milhões no desenvolvimento da tecnologia nos próximos anos.

Os países signatários são Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Reino Unido e Suécia.

Membros da União Europeia e do Espaço Econômico Europeu que não assinaram a Parceria, como a Hungria, continuam sendo benvindos a se juntar à Parceria Europeia de Blockchain.

Dois projetos envolvendo blockchains já estão sendo financiados pela EU, incluindo o MHDMD, uma blockchain para eHealth, e o DECODE, que dá a oportunidade para que pessoas que queiram manter todas as suas informações pessoais secretas ou abertas ao público.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This