42% das melhores universidades do mundo oferecem cursos de criptomoedas.

mm
"Group of college students in the university amphitheatre, they are sitting and doing an exam."

O Coinbase, uma corretora de moeda digital, com sede na Califórnia, EUA, se uniu à Qriously, empresa de publicidade e pesquisa de Londres, na Inglaterra, para analisar as 50 melhores universidades do mundo, de acordo com o ranking do US News & World Report. Eles perguntaram aos estudantes sobre seu interesse em assuntos como criptomoedas e blockchain.

Os resultados do estudo, segundo o site News.Bitcoin, incluem a descoberta de que 42% das melhores universidades do mundo oferecem pelo menos um curso sobre os temas blockchain ou moedas digitais.

Pesquisadores da Qriously entrevistaram 675 estudantes, de 50 universidades internacionais, além de professores. Um deles, de uma escola de administração nos Estados Unidos teria observado, inclusive, que em apenas quatro anos, a quantidade de estudantes matriculados em sua aula sobre blockchain aumentou de 35 para 230.

O diretor do departamento de finanças da Stern School of Business, da Universidade de Nova York, observou que “está em andamento um processo que levará à migração da maioria dos dados financeiros para estruturas baseadas em blockchain. Os estudantes se beneficiarão muito estudando essa área.” Ele acredita que a ascensão do interesse dos alunos foi impulsionada não apenas pelo interesse em uma nova tecnologia, mas pelo fato de que cada vez mais empresas estão procurando por habilidades relacionadas às criptomoedas.

A Coinbase acrescenta que “as universidades estão formando centros de pesquisa e acrescentando mais cursos relacionados às criptomoedas, em parte para atender à crescente demanda e também pelo setor ser uma área digna de estudos acadêmicos sérios”.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.