Abu Dhabi: autoridade analisa regulamentações.

mm
3d render bitcoins with trade market board

O chefe regulador do centro financeiro internacional e da zona franca de Abu Dhabi pediu regulamentações mais rigorosas para o comércio de criptomoedas e ICOs, ao mesmo tempo em que reconhece a crescente indústria global.

Quase um ano depois de emitir suas diretrizes para criptomoedas e ofertas iniciais de moedas (ICOs), regulamentando efetivamente o setor, a Financial Services Regulatory Authority (FSRA) está compartilhando sua estrutura com suas contrapartes reguladoras em todo o mundo.

“Este espaço precisa ser devidamente regulamentado. Caso contrário, existe o risco de crime financeiro”, disse o diretor executivo da FSRA, Richard Teng, segundo o jornal The National. “Toda vez que uma moeda é roubada ou perdida, isso afeta a confiança nessa classe de ativos.”

O executivo-chefe da FSRA, Richard Teng, insiste que “muita coisa mudou” nos últimos meses, em um cenário que esquece os temores associados às criptomoedas, para o reconhecimento de uma indústria em crescimento que requer diretrizes para desenvolver e encorajar o setor com responsabilidade.

Ele adicionou:

“Estamos confiantes de que nosso regime abrangente – que compartilhamos com reguladores globais como a SEC (Comissão de valores Mobiliários dos EUA), Tesouro do Reino Unido, Autoridade de Conduta Financeira e Banco da Inglaterra, além de reguladores em Cingapura, Hong Kong e Japão – pode enfrentar esses riscos e trazer mais confiança para esta classe de ativos.”

Os comentários do regulador de Abu Dhabi vêm em um momento em que os legisladores do Reino Unido pediram ao governo que priorize a regulação do espaço de criptomoedas e de OIC’s em um relatório do Comitê do Tesouro, publicado nesta semana.

Um dos primeiros centros financeiros e zonas comerciais a esboçar diretrizes para empresas de criptomoedas em outubro de 2017, o Mercado Global de Abu Dhabi (ADGM) reforçou, em junho, o marco regulatório da FSRA para empresas de moedas digitais que operam na região. A regulamentação, que inclui cláusulas para operadores de câmbio e empresas de custódia, considera criptomoedas como mercadorias semelhantes a metais preciosos.

“Temos muitos desafios para regulamentar algo que foi projetado para não ser regulamentado”, disse o diretor de mercados de capitais da FSRA, Wai Lum Qwok, sobre a regulamentação de criptomoedas no ano passado, insistindo que a autoridade está aberta à ideia no futuro.

Fonte: CCN
https://www.ccn.com/abu-dhabi-cryptocurrency-regulations/

Siga nossas páginas nas redes sociais!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.