Bitcoin pode chegar a 1000 dólares, diz Velasques, que previu queda recente do BTC.

mm

O Bitcoin chegou, por enquanto, aos níveis mais baixos no ano. Nenhuma surpresa. Afinal, quem faz análise gráfica financeira, já sabia que os números apontavam insistentemente para baixo. Além disso, a queda mais recente dos últimos 10 dias teve uma “ajudinha” da briga provocada pela disputa de hashpower do Bitcoin Cash, entre as duas principais pessoas por trás do Bitcoin Cash ABC e do Bitcoin Cash SV.

A disputa é para ver qual desses forks do BCH vai se tornar a moeda mais utilizada. E vale qualquer coisa para ganhar espaço, destaque e força nesse mercado. Roger Ver, por exemplo, resolveu migrar a mineração do Bitcoin para o seu Bitcoin Cash ABC. O objetivo seria fazer com que a rede dele ande mais rápido e fique alguns blocos a frente do concorrente SV.

Medidas como essa impactam diretamente na comunidade de criptomoedas. Diego Velasques, CEO da e-juno explicou: “Você está tirando potência do Bitcoin e migrando pra outra moeda por uma guerra entre duas pessoas. Duas pessoas derrubaram o mercado de cripto.”… “Isso é muito ruim, pois afasta os investidores institucionais. E afeta diretamente a comunidade.”

Diante do cenário e da análise dos gráficos, Diego foi enfático sobre o Bitcoin: “A tendência é ele continuar caindo, neste ciclo de mercado com tendência de baixa e podemos ver o bitcoin chegar a mil dólares”. As declarações de Diego Velasques foram dadas em palestra na Bitconf Summer Edition, realizada em Fortaleza nos dias 16 e 17 de novembro, quando o preço do Bitcoin ainda estava em cerca de 21 mil reais. Hoje (28/11), está cotado a menos de 15 mil reais (no momento da produção deste artigo).

Gráfico: Trading View (28/11/18)

Quem ouviu as palavras de Diego e prestou atenção, está mais atento sobre o futuro do BTC. O momento é de baixa. O rompimento negativo que se viu no Bitcoin fez com que muitas pessoas migrassem seu capital para mercados mais saudáveis e com regulação. “Então, apesar do bitcoin ser uma tecnologia muito boa, com certeza vai ser muito utilizada no futuro, a gente tem que ver em que momento do mercado estamos e se realmente hoje é o dia de comprar bitcoin, se realmente é melhor hora ou não”, alertou Velasques”.

Segundo Diego, o que poderia reverter essa tendência e fazer com que o preço subisse é o ETF, um fundo negociado em Bolsa, que neste caso seria exclusivo de Bitcoin. O ETF possibilita às bolsas dos EUA negociarem BTC, o que atrairia diretamente os investidores institucionais. E o que o mercado precisa, hoje, é de grande capital pra conseguir andar pra frente.

Curiosamente, o mesmo ocorreu com o Ouro. A história mostra que depois que a SEC aprovou, o Ouro ganhou muito valor. Acompanhe a íntegra da palestra de Diego Velasques, na Bitconf Summer Edition, em Fortaleza, neste mês, no link a seguir.

Siga nossas páginas nas redes sociais!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.