Bitmain, Gigante de Mineração de Bitcoin, quer triplicar funcionários em Israel.

mm

A Bitmain, gigante chinesa de mineração de bitcoin, avaliada em US$ 12 bilhões, está consolidando sua presença em Israel, planejando triplicar seus funcionários em seu centro de desenvolvimento.

Segundo o site CCN.com, em uma expansão agressiva do centro de pesquisa e desenvolvimento em Ra’anana, cidade a oeste de Israel, a Bitmain está procurando recrutar mais de 40 funcionários, para acrescentar aos seus atuais 15 empregados situados no país, de acordo com a publicação israelense Globes.

O principal foco da Bitmain é atrair novos pesquisadores de blockchain, engenheiros seniores de software e segurança, programadores de Python e JavaScript, bem como pessoal de marketing, em uma época em que a empresa com sede na China está se voltando para jurisdições mais amigáveis ​​em todo o mundo.

O site CCN já havia noticiado que a Bitmain tinha criado uma filial também em San José, na Califórnia, EUA, com 20.000 metros quadrados de escritório.

Fundado em 2016, o centro de desenvolvimento de criptomoedas em Israel lida com pesquisa de blockchain enquanto supervisiona o “ConnectBTC”, o terceiro pool de mineração da Bitmain, lançado em abril de 2017. A empresa também opera centros de desenvolvimento em Hong Kong e Amsterdã.

O chefe de desenvolvimento da Bitmain no centro de Israel, Gadi Glickberg, elaborou um esforço de recrutamento, sugerindo que é a hora certa para empresas de criptomoedas crescerem proativamente.

E acrescentou:

“A busca por talentos no campo da moeda digital é global. A Bitmain experimentou um tremendo crescimento no ano passado graças à crescente adoção da tecnologia Blockchain em geral e, mais especificamente, da criptomoeda.”

A Bitmain, que acredita-se estar lançando uma oferta pública inicial (IPO) no final deste ano, que pode valorizar a empresa em até US$ 40 bilhões, concluiu uma rodada de financiamento de US$ 400 milhões no mês passado, tornando-se a maior empresa de criptomoedas do mundo, com uma avaliação atual de US$ 12 bilhões.

Além de suas expansões estratégicas com centros de mineração norte-americanos no Estado de Washington e Quebec, bem como uma nova subsidiária global na Suíça, a Bitmain investiu recentemente US$ 50 milhões para uma participação controladora no Opera, um popular navegador da Web.

Fonte: CCN.com
https://www.ccn.com/bitcoin-mining-giant-bitmain-is-tripling-its-development-center-in-israel/

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.