Blockchain é inserido em serviço de Cingapura para unir China e nações da ASEAN.

mm

Um provedor de serviços eletrônicos de Cingapura, pertencente a um órgão governamental e a um operador portuário – lançou uma plataforma blockchain focada no comércio entre os países da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático ) e a China.

A CrimsonLogic, com presença em mais de 20 países, anunciou detalhes de seu “serviço blockchain inclusivo e extensível”, que a empresa diz que “aumentará a eficiência, a segurança e a transparência” para o comércio global.

A empresa lançou a plataforma blockchain por meio de sua subsidiária GeTS, (chamada de plataforma de blockchain GeTS Open Trade). A plataforma funcionará como uma rede blockchain autorizada, composta de pontos (ou “nós”) confiáveis ​​operados por empresas participantes credenciadas. Devem se beneficiar transportadoras, emissores e outras partes interessadas neste fluxo do comércio, segundo o site CCN.com. Isso se deve, de acordo com um comunicado oficial, à segurança aprimorada e ao compartilhamento transparente de documentos comerciais, incluindo um certificado de origem da carga e faturas comerciais, que serão possíveis com esta mudança.

O blockchain vai oferecer uma interface amigável com “simplicidade de arrastar e soltar” para compartilhar documentos comerciais entre operadores portuários, expedidores e compradores/vendedores, aumentando a transparência e a eficiência da rede de comércio e fornecimento.

O presidente da CrimsonLogic, Eugene Wong, afirmou que o comércio entre a China e as nações da ASEAN são o foco principal do comércio blockchain. Ele explicou:

“Acreditamos que a nossa tecnologia Blockchain pode ajudar a criar uma maior confiança entre os comerciantes dos países da ASEAN e de outras áreas comerciais da China. O volume de comércio entre a ASEAN e a China se tornaria a maior transação entre duas regiões e esperamos facilitar isso”.

A CrimsonLogic é co-controlada pela Autoridade Portuária de Cingapura (PSA, na sigla em inglês) – uma das maiores operadoras portuárias do mundo -, que tem participação de 45% na empresa. Conforme reportado pelo CCN no ano passado, a PSA firmou uma parceria com a gigante de tecnologia IBM para desenvolver soluções de blockchain de “prova de conceito” para redes de cadeia de suprimentos na região.

Fonte: CCN.com
https://www.ccn.com/worlds-first-trade-blockchain-launches-in-singapore-to-link-china-and-asean-nations/

 

Siga nossas páginas nas redes sociais!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.