China considera Bitcoin como propriedade.

O Tribunal de Arbitragem Internacional de Shenzhen emitiu uma decisão afirmando que não há proibição contra a propriedade e transferência de Bitcoin na China.

A informação, divulgada pela agência Portal do Bitcoin, significa que, apesar da proibição de ICOs e de comercialização de criptomoedas, o Bitcoin e outras moedas digitais são legalmente consideradas propriedade no país.

Ainda segundo o Portal, o tribunal proferiu a decisão em um caso apresentado com uma disputa sobre um contrato envolvendo a transferência de criptoativos. De acordo com os detalhes do caso, o requerente e o réu entraram em um acordo onde o último indivíduo gerenciou um portfólio de criptomoedas em nome do primeiro.

O portal lembra que, em resposta, o tribunal culpou o argumento do réu afirmando que a proibição de setembro não cobria a transferência privada de Bitcoin e outras criptomoedas.

A decisão do tribunal de Shenzhen, segundo o Portal do Bitcoin, tem semelhanças com outra decisão emitida por um tribunal de arbitragem em Moscou no início do ano, que classificou as criptomoedas como propriedade.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.