Colômbia mostra forte interesse em criptomoedas e blockchain.

mm

O recém-eleito presidente da Colômbia, Ivan Duque, expressou um forte interesse em tecnologias de ponta e as autoridades em todo o país estão, aparentemente, bastante interessadas em blockchain e moedas digitais, segundo o site Bitcoinist.

De acordo com o jornal local El Tiempo, o presidente Duque explicou como sua “obsessão” como presidente seria permitir que a Colômbia se torne um líder tecnológico na região.

Além disso, ele observou como tecnologias como blockchain poderiam ser usadas para superar a corrupção, ajudando a manter o controle sobre os fundos públicos.

[blockchain é uma tecnologia que tem o objetivo de descentralizar dados como medida de segurança. Informações são registradas em uma “cadeia de blocos” (daí o nome em inglês), para garantir a confiabilidade e a imutabilidade dos dados.]

O presidente Duque disse ainda que as empresas, de tecnologias de informação e comunicação, estariam isentas de impostos nos primeiros cinco anos, se conseguissem gerar um número específico de empregos. Isso se aplicaria a empresas relacionadas às criptomoedas e blockchain.

O Presidente Duque traz um histórico financeiro para o cargo mais alto da nação, tendo trabalhado no Banco Interamericano de Desenvolvimento antes de seu papel na política.

Outras autoridades também manifestaram interesse em tecnologias emergentes como criptomoedas e blockchain.

Ainda segundo o Bitcoinist, em junho, o senador Antonio Navarro Wolff disse que a blockchain poderia ajudar a mudar a vida dos cidadãos por meio da garantia do sistema de votação e ajudando na gestão de recursos públicos.

O governo colombiano também montou o grupo INNOVA, para aprender mais sobre a blockchain e entender como proteger os cidadãos sobre esse assunto.

À medida que os mundos de criptomoedas e blockchain continuam a crescer, uma lista cada vez maior de nações coloca forte ênfase em ambas as indústrias.

A principal delas é a pequena nação de Malta, que rapidamente se tornou um peso pesado global quando se trata de criptomoedas.

Sem contar o governo venezuelano, que criou a criptomoeda Petro, que é apoiada pelo petróleo nacional.

Fonte: Bitcoinist
https://bitcoinist.com/new-colombian-president-extends-a-welcoming-hand-to-blockchain-and-cryptocurrency/

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.