Cryptopia sofre novo ataque hacker. Corretora perdeu 180 mil em Ethereum.

A corretora de criptomoedas Cryptopia, da Nova Zelândia, já tinha sido vítima do primeiro hack de 2019 no início do mês. Mas, continua  a perder recursos, de acordo com um relatório da Elementus, uma empresa de análise blockchain. O relatório afirma que mais de 17 mil carteiras foram invadidas e roubadas em 28 de janeiro de 2019. O relatório afirma que o hack, que começou às 06:58, continuou durante todo o dia.

A plataforma perdeu cerca de 1.675 ETH no último ataque, que está próximo de 180K. Segundo o relatório, 5.240 carteiras que foram afetadas durante a violação de segurança anterior, foram atingidas novamente pelos hackers. O relatório afirma que os usuários “desconheciam a violação”.

Além disso, algumas das carteiras que foram afetadas pelo último hack foram previamente identificadas como vulneráveis a um ataque. O endereço Ethereum para o qual os tokens roubados foram enviados está sendo identificado como 0x3b46c790ff408e987928169bd1904b6d71c00305.

O relatório afirmou:

“Inicialmente, não ficou claro se esta poderia ser a Cryptopia garantindo seus fundos restantes. Mas às 21:50 desta tarde, recebemos nossa confirmação de que este era de fato o mesmo ladrão. Naquela época, as transferências recebidas pararam e os fundos combinados foram transferidos para o endereço, a mesma carteira que atualmente armazena os outros fundos roubados da Cryptopia. ”

O relatório afirma que a plataforma não tem controle sobre as chaves privadas de suas carteiras Ethereum e que o hacker é quem está no controle, segundo informações da agência AMB Crypto. Ele também afirma que os usuários da plataforma continuam a depositar tokens Ethereum em suas carteiras, independentemente do hack. A empresa também acredita que todos os fundos enviados para a plataforma de corretora acabariam no controle dos hackers até serem pegos.

Com base no relatório anterior da empresa sobre o hack, a Cryptopia perdeu mais de US$ 16 milhões em tokens Ethereum e ERC20. Esses fundos foram roubados de um total de 76 mil diferentes carteiras Ethereum. Além disso, os maiores montantes de fundos foram roubados em Ethereum, Dentacoin, Oyster Perl, Lisk ML e Centrality.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.