fbpx

Diferentes modelos de Stablecoins

No ano passado, quando os agentes da indústria começaram a valorizar as stablecoins (moedas cujo valor é fixo e atrelado a um padrão monetário), muitos analistas categorizaram as stablecoins em três tipos: lastreada em fiat, lastreada em outra cripto e lastreada em algorítmico. No entanto, esse tipo de categorização é bastante ambíguo, especialmente para o último exemplo.

Se dermos uma olhada mais de perto no protocolo de cada stablecoin, podemos facilmente descobrir que a lógica por trás deles é simples – todas as stablecoins são muito parecidas com as moedas fiduciárias criadas sob o sistema monetário internacional.

O atual sistema monetário internacional foi desenvolvido a partir do padrão-ouro. No entanto, durante a Primeira Guerra Mundial, quando os países em guerra imprimiram dinheiro irrecuperável e restringiram a importação e exportação de ouro para garantir um orçamento militar, o padrão-ouro não podia mais sustentar-se.

Até depois da Segunda Guerra Mundial, o governo dos EUA introduziu o padrão de conversibilidade ao ouro atrelando o dólar americano ao valor do ouro. Infelizmente, à medida que a crise do dólar subiu em 1976, o sistema de Bretton Woods entrou em colapso, marcando o fim do sistema padrão-ouro e também o início de uma fase de flutuação livre.

Sem um sistema de criação de dinheiro garantido, os países começaram a estabelecer políticas fiscais diferentes e uma série de controles de oferta monetária para estabilizar o valor de suas moedas. (A fim de impulsionar o crescimento econômico, a maioria dos governos estabelece políticas para gerenciar a inflação e a desvalorização da moeda. Para “estabilizar” o valor de uma moeda significa manter uma taxa de inflação planejada). Normalmente, a estabilidade de uma moeda é determinada principalmente pelo seu poder de compra real, enquanto sua taxa de câmbio internacional também será tomada como referência.

Podemos simplesmente dividir as stablecoins em dois tipos principais. Uma é a emissão com garantia de ativos, que compartilha muitas semelhanças com o padrão-ouro – reservando ouro para emitir dinheiro de valor equivalente. A emissão com garantia de ativos pode ser ainda categorizada em lastreadas por fiat ou por outras criptomoedas.

Stablecoins como USDT, TrueUSD, GUSD e PAX são lastreadas por fiat.
Stablecoins como BitUSD e DAI são lastreadas por criptomoedas.

O outro tipo principal é a emissão de “imitação do banco central”, para a qual uma moeda não está atrelada a nenhum outro ativo.

Para estabilizar o valor da moeda, o emissor precisa estimar a demanda do mercado e administrar a oferta de moeda dinamicamente. Os meios de administração incluem recompra de títulos, ajuste de taxa de juros e operações de mercado aberto.

Imitando o modelo de recompra de títulos: Basecoin
Imitando o modelo de taxa de juros variável: NuBits
Imitando o modelo de operações de mercado aberto: Reserve, Terra

Embora o valor central da stablecoin seja mantIDA um preço comparativamente estável (principalmente em relação a moedas fiduciárias), os atuais modelos de emissão tradicionais têm suas próprias desvantagens e falhas.

A principal questão para o modelo fiduciário é sua confiança na credibilidade da empresa emissora – como podemos garantir que a empresa tenha uma reserva fiduciária suficiente, que não exagere, e que não esbanje dinheiro?

O modelo garantido por criptomoedas é restrito pela volatilidade dos ativos garantidos. Este modelo dificilmente pode ter sucesso no momento sem um mercado maduro e bem desenvolvido de criptomoedas!

Para os modelos de imitação de títulos de recompra e taxa de juros variável, o maior desafio vem da queda do valor das stablecoins. Os emissores têm que impedir os investidores de vender a descoberto a longo prazo em desaceleração do mercado ou não comprar seus títulos com a stablecoin, e aumentar sua própria reserva. O problema é que os seus títulos e juros de poupança não possuem nenhum valor intrínseco e compartilham a mesma fragilidade com esse sistema.

Para o modelo de operações de mercado aberto, é muito difícil para o emissor obter uma reserva cambial adequada. Em outras palavras, a empresa emissora pode não ter fundos suficientes para recomprar uma enorme quantidade de stablecoin do mercado secundário.

FONTE: https://dailyhodl.com/2019/03/11/from-usdt-to-jpm-coin-whats-sparking-the-new-wave-of-crypto-stablecoin-hype/

Liquidez e segurança. Compre bitcoin na corretora que possui as MENORES taxas do mercado. Utilize o cadastro simplificado e veja como é fácil abrir sua conta! Acesse:  https://bit.ly/2SuAHp1

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com
Infochain VIP | Conteúdo Exclusivo em Primeira Mão
Receba em seu e-mail notícias e artigos sobre Blockchain e Criptoeconomia e entenda como essa tecnologia está impactando o mundo.
Não gostamos de spam! E protegeremos seu email como se fossem bitcoins.