GM deseja prevenir fraudes usando Blockchain

A General Motors (GM) irá colaborar com a Spring Labs no seu programa Spring Founding Industry Partners (SFIP). O programa visa melhorar a segurança de dados na indústria automobilística usando a tecnologia Blockchain para detecção e prevenção de fraudes.

A GM apoiará a Spring Labs através de sua divisão de financiamento. O escritório baseado no Texas, General Motors Financial Company, fornecerá a assistência. Tal foi anunciado no comunicado para a imprensa.

A GM ,com a participação no SFIP, será capaz de verificar a identidade e a fraude nos financiamentos na indústria automotiva.

O diretor de estratégia Mike Kanarios, da GM, garante que essa colaboração reflete os esforços da empresa para inovar a segurança de seus clientes. É por isso que eles estão comprometidos e dispostos a investir, acrescentou.

Estamos continuamente inovando e desenvolvendo nossos recursos de detecção e prevenção de fraudes para melhor servir e proteger nossos clientes e distribuidores.

O CEO da Spring Labs, Adam Jiwan, disse à Forbes que essa fusão poderia permitir o desenvolvimento de casos “que coincidiriam com algumas das principais prioridades de negócios da GM.

Principais problemas criados pelas fraudes

O fraudador combina dados reais e falsos para gerar uma nova identidade e depois compra um item financiado, neste caso, veículos.

A Forbes relata que as fraudes como essa são um perigo real e significam perdas anuais de milhões de dólares para empresas como a GM.

Para Kanários, o protocolo baseado no Blockchain do Spring Labs pode ajudar nesses casos. Seria um “sistema melhor, mais rápido e mais barato” com relação às medidas atuais da empresa.

Blockchain e Indústria Automotiva

Esta não é a primeira vez que a tecnologia Blockchain é usada no setor automotivo.

Em novembro de 2017, a IBM anunciou o projeto Car e-Wallet, que incorporará uma plataforma de pagamento digital para carros autônomos e inteligentes. Eles vão cooperar com o fabricante de veículos ZF Friedrichshafen e com o banco de investimento suíço UBS.

Ao mesmo tempo, a empresa Telefônica associou-se à empresa espanhola Seat (Sociedade Espanhola de Automóveis de Turismo) para implementar uma rede Blockchain na fabricação de veículos da marca.

A GM entrou no mundo da Blockchain Technology em maio de 2018. A iniciativa MOBI também foi adicionada à iniciativa do Open Blockchain for Mobility, a fim de encontrar um sistema que melhore a segurança e os aspectos econômicos relacionados à indústria.

A MOBI também teve a companhia de outros grandes players nessa área, como Ford e BMW, cuja pesquisa se concentraria na identificação de veículos (confirmação de números de série antes de possíveis manipulações), blockchain e pagamentos por serviços.

Fonte: https://medium.com/@eurocoinpay/general-motors-wants-to-prevent-fraud-in-the-automotive-industry-with-blockchain-d92f7054216c

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.