ICOs arrecadam US$ 21,9 bilhões desde 2014, dizem reguladores.

A autoridade reguladora dos mercados financeiros da França, a Autorité des marchés financiers (AMF), publicou um relatório examinando as tendências relativas às ofertas iniciais de moedas. A AMF descreve os ICOs como um método “marginal” de financiamento, estimando que a indústria global de ICO levantou € 19,4 bilhões (US$ 21,9 bilhões) desde 2014.

O relatório da AMF observa uma “aceleração” nos ICOs nos últimos dois anos. Estima-se que € 5,6 bilhões (US$ 6,3 milhões) foram captados via ICOs em 2017, o que equivale a 1,6% do financiamento de capital global para aquele ano. Ao longo de 2018, o regulador estima que os ICOs levantaram € 13,4 bilhões (US$ 15,1 bilhões) até agora, representando 69% do total levantado por todos os ICOs desde 2014. O relatório da AMF também aponta para uma centralização significativa de capital dentro do setor da ICO. Estima-se que apenas 17 ICOs tenham levantado aproximadamente 40% do total gerado pela indústria até o momento.

ICOs franceses ganham “participação modesta” do setor global.
Estimativas dos Reguladores dos Mercados Financeiros Franceses apontam que, dos US$ 21,9 bilhões levantados pelos ICOs desde 2014, os ICOs franceses foram “responsáveis ​​por uma parte modesta desse novo tipo de financiamento”. O relatório estima que um total de 15 ICOs arrecadaram 89 milhões de euros (US$ 100,5 milhões), o que significa que as vendas de tokens franceses representaram apenas 0,46% da soma total levantada pela indústria global da ICOs. Embora a maioria dos ICOs tenha se concentrado em “blockchain ou aplicações comerciais”, a AMF acredita que os projetos estão cada vez mais “diversificando em outros setores”. Também observa que “a maioria dos próximos projetos da ICO” já levantou financiamento de maneira “tradicional”. Além disso, a AMF informa que a maioria dos ICOs até agora foi realizada nos Estados Unidos.

Fonte: News.Bitcoin

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.