Investidores do Vale do Silício compram diamantes com Bitcoin.

2018 pode não ser o melhor ano para investidores de criptomoedas até agora, mas muita riqueza ainda está nas mãos de alguns deles. O exemplo mais recente disso vem do Vale do Silício, onde algumas pessoas estão usando o bitcoin para comprar milhões de relógios caros, diamantes e outros itens de luxo.

A Stephen Silver Fine Jewelry, uma boutique de joias e relógios de luxo baseada no Vale do Silício, que implementou pagamentos por meio de criptomoedas em 2014, relata que as vendas envolvendo esse tipo de transação cresceram cerca de 20% no ano passado. A empresa aceita pagamentos em moedas digitais, como Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH) e Monero (XMR), mas apenas de carteiras Bitpay autorizadas e aprovadas. A ideia surgiu para criar uma alternativa mais fácil e segura às transferências bancárias, com negociações muito mais rápidas do que aquelas dos antigos sistemas.

A empresa monitora o desenvolvimento da criptoeconomia há anos, já que a Stephen Silver Fine Jewelry está no Vale do Silício, berço da inovação, conforme disse o presidente Jared Silver à publicação da Rapaport News. A empresa também paga seus fornecedores com criptomoeda.

Aceitar pagamentos com moedas digitais é agora um método indispensável, segundo a empresa.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.