Investir em ICOs hoje é o mesmo que foi investir na internet no passado.

Muitos dos que investiram e se interessaram pelos mercados de criptomoedas estavam por perto para a ascensão e queda da era Dot-com e o nascimento da internet pública generalizada. O estouro da bolha da Dot-com está sendo constantemente usado em argumentos de que a criptomoeda sofrerá o mesmo destino, levando os mercados a um fechamento violento. Estamos adiantados para a festa ou apenas para a decepção?

Prosperar e falir

É seguro dizer que qualquer um que tenha se interessado pelo espaço da criptomoeda e do blockchain, mesmo por um pequeno período de tempo, leu ou foi informado: “É apenas uma bolha, ela explodirá em breve”. Criptomoeda – e mais especificamente, Bitcoin – é muitas vezes comparada à bolha Dot-com, que durou de 1995 a 2001. Mas isso significa que é inerentemente uma coisa ruim, ou estamos apenas contando o tempo até que a criptomoeda encontre o mesmo destino?

Quando o mundo marchou através do limiar para a Era da Informação, ninguém poderia ter compreendido as tremendas mudanças que estavam por vir.

Os investidores reuniram-se com talões de cheques abertos para tudo e qualquer coisa que fosse lançada como um negócio online. Da mesma forma, bilhões de dólares estão sendo despejados no número crescente de ICOs (Initial Coin Offerings). No primeiro semestre de 2018, mais de US$ 10 bilhões foram investidos em ICOs – quase três vezes o valor investido em 2017. A procura por trás dos investimentos através dos ICOs não mostra sinais de diminuir, apesar da incerteza regulatória.

Yoni Assia, CEO da eToro, disse à Business Insider:

“Você tem algo que você nunca teve antes, nem mesmo na bolha das dot-com: se você tem uma ideia genial agora e coloca um papel branco sobre ele e de repente você tem 100 milionários lendo e dizendo ‘hmm, essa é uma boa ideia’. Se 1.000 colocassem $ 10.000 – o que não é muito dinheiro para esses 100.000 – você acabou de levantar $ 10 milhões para o seu ICO. Essa escala nunca aconteceu antes.”

Claro, como acontece com qualquer investimento, existem riscos. O cenário dos ICOs está repleto de “projetos” que não passam de uma ideia, um papel branco e uma promessa de concretizar essa ideia com fundos de investidores. A realidade, no entanto, é que a grande maioria dos projetos de ICO nunca passará da fase inicial.

Assia observa:

“Noventa e cinco por cento vão acabar como nada porque esse é o financiamento inicial.”

O co-fundador da Ethereum, Joseph Lubin, compartilha o sentimento de Assia. Falando em uma conferência de imprensa na MoneyConf em Dublin no início deste mês, Lubin declarou:

Se você olhar para o boom e a quebra das Dot-com, havia muitos dos mesmos problemas naquela época. Tanto dinheiro investido, muito dinheiro perdido, muitos projetos fracassados.

Siga nossas páginas nas redes sociais!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.