Nasdaq deve lançar mercado futuro de Bitcoin em 2019.

mm

Fontes disseram ao canal de notícias norte-americano Bloomberg que a Nasdaq, segunda maior bolsa de valores do mundo, tem cooperado com a Comissão de Negociação de Commodities e Futuros (CFTC). O objetivo é receber aprovação regulamentar para trabalhar como um operador de mercado futuro de criptomoedas.

A reportagem dizia: “A Nasdaq tem trabalhado para satisfazer as preocupações dos principais reguladores de swaps dos EUA, a Commodity Futures Trading Commission, antes de lançar os contratos, segundo fontes. A operadora de câmbio de Nova York, que estaria de olho nos contratos futuros de Bitcoin desde o ano passado, quer permitir negociações no primeiro trimestre de 2019.”

 

Qual impacto Nasdaq e Bakkt terão sobre o Bitcoin?

A Bakkt, uma corretora de criptomoedas criada pela ICE (a empresa-mãe da Bolsa de Nova York), deve lançar seu mercado futuro de Bitcoin em 24 de janeiro.

Em 20 de novembro, a companhia adiou a listagem mercados futuros do Bitcoin, citando um aumento imprevisto na demanda por seu produto futuro. A Bakkt afirmou que precisa de mais tempo para preparar a infraestrutura necessária para atender a um grande grupo de investidores com sede nos EUA.

Atualmente, a demanda de investidores institucionais por criptomoedas só pode ser avaliada por meio dos números que a Bakkt, a Fidelity Digital Asset, o Goldman Sachs, a BitGo Custody, a Coinbase Custody e outros grandes mercados de balcão (OTC) podem oferecer.

A entrada da Nasdaq em um mercado duradouro de baixa e tendência de baixa sugere que a empresa vê demanda institucional suficiente do mercado dos EUA. Um conglomerado no tamanho da Nasdaq não aloca uma grande parte de seus recursos para desenvolver uma infraestrutura para uma nova classe de ativos, a menos que tenha certeza de que a demanda por ela crescerá com o tempo.

Dependendo da concretização dos planos da Nasdaq, até o segundo trimestre de 2019, o mercado de criptomoedas poderia ter a Nasdaq e a NYSE, duas das maiores bolsas de valores, operando os mercados futuros de Bitcoin.

A Bakkt entrega fisicamente o Bitcoin a seus investidores e, como tal, pode ter um impacto real no fornecimento de Bitcoin e, por fim, em seu preço. As complexidades dos planos da Nasdaq permanecem incertas, mas os dois mercados podem levar a um aumento na liquidez do ativo.

 

Preocupações da SEC.

Desde agosto, quando a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) negou fundos negociados em bolsa (ETFs) com base no mercado futuro, a comissão afirmou consistentemente que o mercado futuro simplesmente não é de tamanho significativo para lidar com veículos de investimento de larga escala.

Nos próximos 6 a 12 meses, a posição da SEC em relação ao mercado futuro de Bitcoin poderá mudar se a Bakkt e a Nasdaq demonstrarem demanda real de investidores locais.

Fonte: CCN

Siga nossas páginas nas redes sociais!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.