Shell e BP: Plataforma de negociação de petróleo baseada em blockchain entra em ação.

mm

Uma plataforma de negociação baseada em blockchain, que poderia ajudar grandes empresas de petróleo e empresas comerciais a reduzir drasticamente os custos, agora está operacional. Conhecida como Vakt, a plataforma que foi criada no ano passado por um consórcio formado pela gigante petrolífera anglo-holandesa Shell e a British Petroleum (BP), entrou em operação nesta semana, segundo a Reuters.

Entre os outros integrantes do consórcio estão a empresa global de comércio de commodities Gunvor Group, a empresa norueguesa de energia Equinor e as empresas de comercialização de energia Koch Supply e Trading Mercuria Energy Group. Instituições financeiras como Societe Generale, ING e ABN Amro também fazem parte do consórcio.

 

Próximo recurso? Financiamento

Embora a plataforma inicialmente digitalize e centralize a papelada gerada por todas as partes de um negócio, um recurso de financiamento será adicionado quando estiver vinculado ao Komgo, uma plataforma exclusiva de financiamento. “Vakt é o braço logístico … Uma vez que um acordo é executado através do nosso livro de registros, ele é empurrado através do Vakt”, disse Eren Zekioglu, do Gunvor Group. “A próxima etapa é o financiamento e a conexão com o komgo dá acesso a vários bancos”, completou.

Inicialmente, a plataforma Vakt será restrita a contratos para cinco áreas do Mar do Norte. Estão em andamento planos, no entanto, para incluir produtos de petróleo do norte da Europa e dos Estados Unidos. A Vakt não é a única plataforma blockchain desenvolvida para o setor de petróleo no passado recente. Em março deste ano, a CCN informou que a indústria de energia investiu aproximadamente US$ 300 milhões no desenvolvimento de aplicações de blockchain.

 

Setor de energia investe US$ 300 milhões em blockchain no ano passado.

O ano de 2017 marcou um ponto de virada no reconhecimento global da tecnologia blockchain por suas possíveis aplicações no setor de energia e testemunhou US$ 300 milhões investidos em menos de um ano. Entre as plataformas blockchain para o setor de energia que receberam cobertura está a Ondiflo, um aplicativo voltado para a digitalização e a automação de vários serviços de campos de Petróleo no blockchain da Ethereum. Ele foi desenvolvido pela empresa de software blockchain da ConsenSys, em parceria com o desenvolvedor de software Amalto.

A plataforma blockchain da Ondiflo foi projetada para simplificar e melhorar os processos de order-to-cash nos setores upstream, midstream e downstream da indústria do petróleo que ainda dependem muito do papel.

Fonte: CCN

Siga nossas páginas nas redes sociais!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.